As 10 maiores tendências para 2017 de acordo com a “NY restaurant Show”

O BBU esteve presente no 24º evento anual do International Restaurant & Foodservice Show of New York, evento que foi realizado no domingo, 5 de março e terça-feira, 7 de março no Javits Center.

A feira reuniu milhares de profissionais da área alimentícia e de restaurantes do estado de New York, contando com mais de 550 expositores. Houve sessões de workshop do Ferdinand Metz Foodservice Forum e eventos especiais, como a participação de Danny Meyer, fundador do Shake Shack (importante cadeia estadunidense de restaurantes fast food).

Principalmente no dia da palestra do Danny, o evento estava lotado. Ele abordou um pouco da sua trajetória, falou sobre o seu modelo de seu negócio e respondeu algumas perguntas do público presente.

Um dos pontos altos observados é a tendência de inúmeras empresas estarem focadas no mercado orgânico, vegan e de produtos naturais, como se podia ver na maioria dos slogans dos produtos em exposição.

 Com base na feira: as 10 maiores tendências alimentícias para 2017!

 1) No ritmo da mudança –  não aos OGM (Organismos Geneticamente Modificados). Devido a isso, produtos orgânicos e sem glúten estão em alta; este conceito está se iniciando com a vinda de start-ups que utilizam novos conceitos para entrar no  mercado alimentício.

2) Observamos o coco como um componente versátil em vários stands, mas agora está sendo usado em aplicações diferentes, como shakes, por exemplo, e vimos o próprio óleo misturado com vários condimentos, facilitando a preparação da comida natural com mais sabor.

3) Lançamento de proteínas alternativas à carne e muita informação a esse respeito, principalmente vindo do varejo, que está abraçando novas causas, incluindo redução do desperdício e sustentabilidade. Segundo a “Global Food Forums”, um quarto dos estadunidenses está tentando comer menos carne e, como resultado, as “veggie carnes” têm tomado o centro do palco.

4) Com a preferência por dietas naturais, isso irá conduzir a uma maior expansão de vegetarianos, veganos e outros tipos de alimentos produzidos com plantas e vegetais. A ideia defendida é a de que alimentos e bebidas saudáveis não são “luxo”, e sim uma necessidade de cuidar do nosso bem mais precioso, que é o nosso corpo. Isso tem dado vez à abertura de cafés e restaurantes veganos, como Vegan divas, ByChloe e  Ladybird, em New York.

5) As regras globais para as embalagens estão mudando, exigindo rótulo limpos, com informações claras e mais assertivas. A demanda por transparência total agora incorpora toda a cadeia de suprimentos, uma vez que o posicionamento de uma etiqueta limpa traz mais credibilidade aos produtos.

6) O açúcar está sob pressão, sendo ainda um dos vilões da cadeia alimentar. Embora permaneça como o ingrediente chave, que entrega a doçura aos pratos, os consumidores estão procurando opções mais saudáveis.

7) A tendência de melhor seleção dos alimentos ainda não está consolidada, porém os consumidores estão cada vez mais personalizando sua ingestão de nutrientes, fazendo escolhas alimentares baseadas na consciência, o que faz com que se sintam melhor.

8) Sofisticação simples: segundo o “Global Food Forums”, o número de novos produtos usando frases do tipo “elaborado com as próprias mãos” aumentou em 248% de 2011 a 2015, com bebidas alcoólicas, confeitaria e padaria como as principais categorias desse mercado.

9) Cozinhar em casa: com uma divulgação enorme desse conceito, cada vez mais pessoas estão testando suas habilidades na cozinha e empresas como a Hellofresh surgiram para suprir essa demanda. Eles entregam box de ingredientes frescos, vários dias na semana, permitindo mais conforto e economia de tempo para aqueles que pretendem se aventurar na cozinha, consumindo alimentos saudáveis.

10) Home made: e não podíamos deixar de citar o “feito em casa”. A presença de sabores artesanais locais são agora mais proeminentes do que nunca; vão desde sorvetes, cookies a uma infinidade de produtos que cobram mais caro para atender a nova demanda por algo bem feito, com ingredientes de qualidade, exclusivos e com total respeito ao meio ambiente.

O NY Restaurant Show é o único evento na cidade exclusivo para a indústria de restaurantes e foodservice. Se você perdeu esta oportunidade, vale a pena inscrever-se para participar do próximo. Mais informações no www.internationalrestaurantny.com .

Esta é uma exposição obrigatória para qualquer empreendedor envolvido nessa área; não perca a chance de participar e fazer networking com proprietários de restaurantes independentes, QSR e quick serve establishment operatorscaterers, bakers, chefs entre vários outros.

Confira algumas imagens da feira:

Deixe sua opinião aqui:

BBU - Brazilian Business USA
A BBU – Brazilian Business USA é uma plataforma voltada para incentivar o empreendedorismo criativo e ideias inovadoras conectando brasileiros empreendedores através da troca de experiências, networking, conteúdos digitais, eventos e workshops ao redor dos Estados Unidos. Email: redacao@brazilianbusinessusa.com
BBU - Brazilian Business USA on FacebookBBU - Brazilian Business USA on InstagramBBU - Brazilian Business USA on LinkedinBBU - Brazilian Business USA on Twitter