Série “Brasileiros de sucesso contam como venceram nos Estados Unidos” Luciano Nunez

Introduzir um doce tipicamente brasileiro na cultura americana. Isso é o que o brasileiro Luciano Nunez Brilho está tentando fazer em Miami, com a sua brigaderia Oh My Gosh Brigadeiros.

Não é nada fácil levar um doce brasileiro ao mercado americano, ainda mais num ambiente repleto de opções. Mas, com muito talento e determinação, o jovem empresário está conseguindo isso. “Sabemos o quanto é difícil introduzir um produto novo em uma cultura estrangeira. Porém, passo a passo, temos a convicção que vamos conseguir!” – afirma Luciano.

A loja é bastante estilizada, possui suas paredes na cor rosa com um detalhe de chocolate derretido que vai escorrendo por elas. O teto tem a cor de chocolate e possui um brigadeiro enorme. Tudo com muito capricho! O setor onde os brigadeiros são enrolados fica visível ao público, o que possibilita que todo o processo artesanal seja acompanhado.

Além do tradicional doce brasileiro, a loja tem bolo no pote, cafés, cappuccinos com borda de brigadeiro e outros. “Queremos mostrar aos americanos, latinos e a todos que residem em Miami, que na Oh My Gosh eles podem curtir um coffee break maravilhoso com a família, ou mesmo presentear alguém com uma de nossas embalagens sensacionais, repleta de gostosuras!” – conta Luciano.

11855700_10153250670841461_5121095339780363341_n-1-640x426

Segundo o empresário, sua relação com o país já é antiga, pois seu pai reside em Miami há 17 anos. “Eu resolvi vir em definitivo em 2006, quando recebi uma bolsa de estudos para uma universidade e também, para jogar futebol. Nesse período, fiquei durante 2 anos em uma cidade chamada Great Bend, Kansas,  e os outros 2 anos em Miami, até me formar na área de Turismo” – conta. Ele afirma que este começo em Kansas foi um pouco complicado, devido ao pouco conhecimento que tinha do idioma. “Fui à faculdade literalmente sem falar Inglês!” – diz. A diferença de clima em relação ao Brasil, também foi algo difícil de enfrentar, segundo Luciano, pois o inverno americano chega a fazer – 20 graus centígrados. “Eu sou criado no Rio de Janeiro, então já viu né? Outra questão complicada foi sair aos 18 anos do Brasil, sendo considerado um adulto. Aqui nos EUA, até os 21 anos você tem diversas restrições” – comenta. E por último, ele ressalta que a diferença cultural é algo que o estrangeiro sente bastante. “A cidade de Great Bend é bem restrita em termos de diversão para um adolescente de 18 anos. Na época em que vim estudar não havia nada, apenas um belo e grande Walmart (risos)”- conta. Quando ele se formou, retornou ao Brasil para tentar revalidar seu diploma, mas o processo era tão complicado que acabou desistindo e voltando a Miami. “A ideia de abrir um negócio surgiu quando eu ainda estava no Rio, durante uma conversa super espontânea com o meu pai. Esboçamos a possibilidade, retornei a Miami focado, e com o objetivo de abrir a primeira brigaderia da Flórida” – conta. E assim surgiu a Oh My Gosh.

O brasileiro aconselha a todos que pretendem tentar a vida nos Estados Unidos, é que acreditem em suas ideias e naquilo que se está executando. “Tire suas ideias da teoria e coloque-as em prática! Porém, sempre se colocando no lugar do próximo!” – diz. Além disso, ele ressalta que foco é extremamente fundamental nessa jornada. “Não ache estranho quando alguém te chamar de maluco, pois o caminho literalmente não será fácil! Mas, fazendo o que te motiva, você terá um novo um desafio, que te incentivará mais e mais!” – afirma Luciano.

 

Fonte: canalperguntas.com

Matéria: Alethéa Mantovani

www.canalperguntas.com/author/thea

Deixe sua opinião aqui:

Direto da Redação
A BBU – Brazilian Business USA é uma plataforma voltada para incentivar o empreendedorismo criativo e ideias inovadoras conectando brasileiros empreendedores através da troca de experiências, networking, conteúdos digitais, eventos e workshops ao redor dos Estados Unidos. Email: redacao@brazilianbusinessusa.com
Direto da Redação on FacebookDireto da Redação on InstagramDireto da Redação on LinkedinDireto da Redação on Twitter