Tudo que você precisa saber sobre startups

Todo mundo está falando sobre startups, mas afinal o que é uma startup?

Há um momento na vida de uma empresa, que uma equipe multidisciplinar busca desenvolver um produto/serviço inovador, de base tecnológica, que tenha um modelo de negócio facilmente replicado e possível de escalar sem aumento proporcional dos seus custos. Startups nada mais são que empresas em fase inicial que desenvolvem produtos ou serviços inovadores, com potencial de rápido crescimento.

Uma das características mais importantes de uma startup está em sua capacidade de ganhar escala rapidamente, ou seja, de ter seus produtos utilizados por um número grande de pessoas em pouco tempo. Uma startup também costuma apresentar baixo esforço de replicação de seus produtos, isto é, custos de operação que cresçam proporcionalmente a taxas menores que sua receita, na medida em que a empresa ganha escala. Por essa razão, utilizam de forma intensiva a tecnologia, em especial as tecnologias da informação e a Internet. Outra característica importante de uma startup é o ambiente de incerteza no qual ela está inserida. Em sua fase inicial, muitos elementos que compõe seu modelo de negócio estão ainda incertos e pouco definidos.

No universo das startups, considerando seu ambiente de incerteza e de rápidas mudanças, tem sido muito utilizada a ferramenta Quadro de Modelo de Negócios (ou Business Model Canvas), criado pelos pesquisadores Alex Osterwalder e Yves Pigneur. O BMC apresenta de forma bastante resumida e visual um Modelo de Negócios descrito na forma de nove blocos, cada um deles compondo visualmente um mesmo quadro. Cada bloco representa um elemento do Modelo de Negócio e é preenchido com papel adesivo. Esse formato permite a rápida montagem e modificação de um modelo de negócio, o que é bastante adequado para as fases iniciais de uma startup, quando muitos desses elementos estão indefinidos e se modificam com frequência. O BMC não substituiu o Plano de Negócios, mas se apresenta como uma ferramenta muito útil na fase inicial de construção e validação do Modelo de Negócios, quando os elementos que o compõe não estão claros ou não foram testados e validados no mercado. Uma vez que o Modelo de Negócios esteja mais definido e testado, ele pode e deve ser descrito por um Plano de Negócios.

O que é uma startup para a ABStartups?

O termo startup nasceu nos Estados Unidos há algumas décadas mas só se popularizou no meio empreendedor brasileiro a partir da bolha ponto-com, entre os anos de 1996 e 2001. Para muitas pessoas ligadas à área, como empreendedores e investidores, toda empresa no seu estágio inicial pode ser considerada uma startup. Porém, para Yuri Gitahy, investidor-anjo e fundador da Aceleradora e conselheiro da ABStartups “é um grupo de pessoas à procura de um modelo de negócios repetível e escalável, trabalhando em condições de extrema incerteza”.

Essa definição nos permite explorar em mais detalhes o universo ao redor de uma startup: a busca por um modelo de negócios que seja lucrativo como principal objetivo do negócio, independentemente da sua indústria. Porém, quando uma empresa busca por um modelo que seja repetível e escalável quer dizer que também está buscando por uma espécie de automação do seu modelo. Ou seja, independentemente do número de clientes que ela conquiste, o custo da operação não se eleva na mesma proporção.

Para traçarmos um paralelo com a realidade, imaginemos uma agência de marketing digital: para que ela atenda dez clientes são necessários vinte funcionários. Se ela conseguir dobrar o número de clientes precisará dobrar o número de funcionários. Esse tipo de negócio não é repetível nem escalável. Por outro lado, uma empresa que vende Software as a Service (SaaS) consegue entregar o mesmo serviço para dez ou vinte outras empresas sem dobrar o número de pessoas envolvidas. A proporção entre o número de funcionários e o de clientes, ao longo do tempo, deve diminuir para que um modelo de negócios seja caracterizado como repetível e escalável.

Um exemplo prático que nos ajuda a entender melhor o conceito de startup é a Samba Tech. A empresa é líder na América Latina em gestão e distribuição profissional de vídeos para as empresas através de sua plataforma online. Com mais de 1 bilhão de vídeos distribuídos e considerada uma das 100 melhores empresas de tecnologia da informação para se trabalhar, podemos considerar que a Samba Tech é uma das maiores startups brasileiras.

Por outro lado, não é possível que um usuário comum crie uma conta e distribua vídeos sozinho. É preciso contato com o time de vendas da empresa para que esse auxilie o cliente. Dessa forma, a Samba Tech não seria uma startup, mas sim uma grande empresa de tecnologia de sucesso.

Essa dissonância de definição é causada porque reduzimos o conceito de startup à escalabilidade do negócio. Podemos dizer que a Samba Tech se encaixa em um modelo híbrido, já que depende do seu time para vender mais, mas depois oferece uma solução escalável. Ainda que seja um pouco confuso, criar modelos disruptivos é uma das funções de uma startup. Ou seja, muitos negócios simplesmente não poderão ser encaixados em conceitos e terão que criar suas próprias definições.

Costuma-se também atribuir o conceito de startup a empresas que possuem poucos funcionários ou estão no seu começo de vida – algumas inclusive sem CNPJ. Mas essa definição não está completamente correta. Um prestador de serviços, por exemplo, não pode ser considerado como startup exatamente pelos motivos que citamos acima.

O que é Bootstrapping?

Para aqueles que acompanham o mundo das startups, o bootstrapping é o primeiro passo dos investimentos. Neste caso, o empreendedor, ou o grupo de empreendedores, tira dinheiro do próprio bolso para investir na empresa. Praticamente todas as startups criadas começam com o sistema bootstrapping até conseguirem investimentos maiores.

Deixe sua opinião aqui:

BBU - Brazilian Business USA
A BBU – Brazilian Business USA é uma plataforma voltada para incentivar o empreendedorismo criativo e ideias inovadoras conectando brasileiros empreendedores através da troca de experiências, networking, conteúdos digitais, eventos e workshops ao redor dos Estados Unidos. Email: redacao@brazilianbusinessusa.com
BBU - Brazilian Business USA on FacebookBBU - Brazilian Business USA on InstagramBBU - Brazilian Business USA on LinkedinBBU - Brazilian Business USA on Twitter